Almoço com Eduardo ainda indefinido

22 mar 2013

Dilma recebeu convite para almoço na casa do governador; agenda apertada pode impedir


Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem

A passagem da presidente Dilma Roussef (PT) por Pernambuco, na segunda-feira (25), deve ir muito além dos atos públicos e administrativos. Apesar da agenda corrida, a petista recebeu um convite oficial da assessoria do governador Eduardo Campos (PSB) para um almoço em sua residência. O cerimonial do Planalto ainda não confirmou a presença da presidente. O encontro de caráter mais reservado aconteceria durante o intervalo dos eventos em Serra Talhada, Sertão do Pajeú, e em São Lourenço da Mata, Grande Recife.

Do lado presidencial, uma das questões que estão sendo avaliadas é o tempo para conciliar todos os compromissos em território pernambucano num único dia. Seu desembarque acontecerá, pela manhã, no aeroporto do município de Salgueiro, Sertão Central. De lá, a previsão é que ela siga de helicóptero para Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, onde participará, às 10h30, da inauguração da primeira etapa da Adutora do Pajeú. Ao lado do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), Dilma também deve anunciar novas ações de enfrentamento à seca.

Caso confirme sua ida ao almoço com o governador, ela retorna ao Recife e, em seguida, parte para São Lourenço da Mata, onde inaugura um novo trecho da BR-408, que liga à Cidade Copa. O evento está marcado para as 15h30.

Os detalhes da programação da visita presidencial serão apresentados hoje pela equipe do Palácio do Planalto. A coletiva acontecerá às 16h no hotel Atlante Plaza, em Boa Viagem. A equipe de precursores da Presidência chegou ontem ao Recife para traçar o roteiro que será percorrido por Dilma. Por enquanto, não consta na agenda a participação em atos públicos no Recife. A expectativa é que ela retorne a Brasília na noite de segunda.

Débora Duque
Do Jornal do Commercio

Comentários