Artesãos paraibanos expõem peças em Feira Internacional de Negócios

18 abr 2013

O artesanato paraibano ganhou destaque na 7ª Feira Internacional de Negócios do Artesanato (Finnar), que acontece até domingo (21), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. Nessa quarta-feira (17), a coordenadora geral do Programa de Artesanato da Paraíba e primeira-dama do Estado, Pâmela Bório, e o secretário de Estado de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Renato Feliciano, visitaram o estande da Paraíba que reúne trabalhos de 32 artesãos de 12 municípios paraibanos.

A Feira conta com 400 expositores, alguns de outros países, e chama a atenção do público que visita a Capital Federal. Pelo 2º ano consecutivo, a Paraíba participa do evento e mais uma vez o estande se destaca como um dos mais visitados pela beleza e diversidade das peças em renda renascença, algodão colorido, patchwork, labirinto, cerâmica, fibra, artesanato indígena, madeira, tecelagem e brinquedos populares.

Na avaliação de Pâmela Bório, a curadoria do programa reuniu tudo que há de melhor no artesanato paraibano para a exposição e o resultado é um estande diferenciado com produtos de alta qualidade que vêm chamando a atenção dos visitantes. “A nossa expectativa é um bom resultado em relação às vendas. Esperamos que cada vez mais pessoas levem para casa um pedacinho da Paraíba ajudando a disseminar a cultura paraibana pelo Brasil e pelo mundo”, afirmou a coordenadora.

A gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Ladjane Barbosa, ressaltou que o programa prioriza a participação em feiras e salões nacionais e internacionais para divulgar e efetuar negócios. “Nos finais de semana, a movimentação da Finnar foi muito grande o que contribui para a realização de negócios com vendas avulsas e encomendas”.   Ladjane acrescentou que a 7ª Finnar também está oferecendo oficinas para confecção de peças direcionadas à Copa do Mundo e à Copa das Confederações, para bebês e brinquedos recicláveis.

Para a artesã Honorina Figueiredo, de João Pessoa, o evento é uma oportunidade para a divulgação da sua arte, além de fidelizar clientes no período pós-feira. Ela participa da feira pela 2ª vez e espera superar as vendas do ano passado quando conseguiu vender as bonecas de pano, mantas e bolsas em retalhos. “O apoio do Governo do Estado é importante porque não pagamos o estande nesta feira, o que gera excelentes oportunidades de negócios, além de capacitação nas diversas tipologias”, completou Honorina.

Serviço – A feira acontece no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, localizado no Setor de Divulgação Cultural (SDC), Eixo Monumental, lote 5, Plano Piloto, em Brasília (DF). Durante a semana, o evento é aberto ao público no horário das 16h às 22h, e das 11h às 22h, aos sábados e domingos.

Comentários