De olho nas eleições de 2018, Bolsonaro negocia mudança de partido

5 maio 2017

bolsonaro

De olho nas eleições de 2018, Jair Bolsonaro planeja deixar o seu partido, o Partido Social Cristão (PSC), pelo Muda Brasil, que está sendo criado pelo ex-deputado Valdemar Costa Neto.

Na última pesquisa com as intenções de voto dos eleitores, feita pelo Datafolha, o deputado aparece em segundo lugar, atrás de Lula e tecnicamente empatado com Marina Silva. Ele subiu de 9% para 15% na preferência da população.

O político, de acordo com informações da coluna Painel, não deve migrar sozinho, levará ainda seus três filhos: Eduardo, Carlos e Flávio Bolsonaro. Os dois primeiros disputarão vagas na Câmara, enquanto o último almeja um lugar no Senado.

O presidente do Muda Brasil, José Renato da Silva, que é ex-dirigente de Valdemar e trabalhou na prestação de contas do deputado Eduardo Bolsonaro, confirmou a ligação com a família, mas alegou ser cedo para “tocar conversas com quem quer que seja”.

Segundo ele, na próxima semana, será entregue ao Tribunal Superior Eleitoral as 486 mil assinaturas exigidas para que a sigla consiga o registro.

Valdemar Costa Neto foi preso e condenado no mensalão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em 2012. A pena foi de 7 anos e 10 meses de prisão, além de multa no valor de R$ 1,6 milhão.

Apesar de ter o poder no Partido da República (PR), o político está de olho em mais uma legenda, com o objetivo de possuir um segundo instrumento de pressão nas negociações com o governo. Além disso, garantiria um nova fatia do fundo partidário.

Fonte: Repórter PB

Comentários