Estranho Amor

15 abr 2013

Amor maior e mais estranho
Que o meu,
Com certeza, não há.

Amor que acorrenta,
Em um único tempo,
Corpo e alma.

Amor que queima,
De paixão, de desejo,
De louco ciúme.

Amor maior e mais estranho
Que o meu, com certeza,
Não há.

Amor que não cala,
Que nunca silencia.
Amor que grita,
Que Inflama o corpo
E a alma, noite e dia.

Amor estranho,
Que nunca sossega
A pessoa amada,
E quando a ver sorrir,
Sente ciúme,
Mas se a vê chorar,
Fica triste, sem rumo.

Amor maior
Do que pode
A alma humana
Acumular.

Comentários