Festival Nacional do Frevo anuncia semifinalistas

30 abr 2018

Relação dos 24 compositores e dos frevos que cada um defenderá foi publicada no Diário Oficial de hoje. As semifinais começam no próximo dia 11

Foram definidos os semifinalistas do Festival Nacional do Frevo, realizado pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife. Um total de 24 músicas foram selecionadas para seguir na competição, dedicada à renovação do gênero musical que conta a história de Pernambuco, desde seus primeiros capítulos até hoje.

Revelando uma heterogênea, mas fiel amostra da produção de frevo pernambucana atual, o festival atraiu desde renomados compositores, como o maestro Duda, até talentos ainda desconhecidos, a maioria jovens músicos, ainda com muito a contribuir para o mais pernambucano dos gêneros musicais.

Ao todo, foram contabilizadas 274 inscrições: 66 na categoria Frevo de Rua; 121 na categoria Frevo Canção; 54 na categoria Frevo de Bloco; 5 na Frevo Livre Instrumental – Releitura; e 27 na Frevo Livre Instrumental – Autoral. Por não ter atingido o mínimo de inscrições válidas determinado pelo edital, a categoria Frevo Livre Instrumental – Releitura foi extinta.

As composições foram selecionadas por uma comissão formada por 5 membros, entre integrantes da Banda Sinfônica de Pernambuco e músicos que compõem a equipe do Paço do Frevo.
De agora em diante, para chegar aos 12 finalistas, serão realizadas três semifinais, nos próximos dias 11, 18 e 25, nos Compaz Ariano Suassuna e Eduardo Campos e na área externa do Paço do Frevo, diante da Praça do Arsenal. Cada semifinal selecionará 1 candidato de cada categoria para a grande final do Festival Nacional do Frevo, que será realizada no próximo dia 1º de junho, no Teatro de Santa Isabel. Todas as apresentações serão abertas ao público.

Os primeiros colocados nas cinco categorias irão se apresentar no Festival de Inverno de Garanhuns 2018 e no Carnaval do Recife 2019, fazendo participações remuneradas com cachês. Eles ganharão ainda uma gravação audiovisual (15 horas em estúdio) da música que defenderam.

Os segundo e terceiro lugares também participarão da grade do próximo Carnaval do Recife, igualmente remunerada, sendo que o segundo colocado ganhará também uma gravação master da sua música vencedora (10 horas de estúdio). Haverá premiação ainda para o melhor arranjo e o melhor intérprete do concurso, que serão contemplados com a gravação de uma música.

Confira a lista dos selecionados em cada categoria:
FREVO CANÇÃO
Claudionor, o Menino do Frevo, de Bráulio de Castro e João Araújo
Frevo Bregado, de José Carlos Pereira de Melo
Celeiro do Frevo, de Júnior Vieira
Sabor de Rum Hortelã Café, de Edilson Cardoso de Queiroz
Olhos de Lança, de Eugênio Gerônimo
Empoderada, de José Adenildo de Sales

FREVO DE BLOCO
Tempo de Saudade, de Luiz Guimarães Gomes de Sá
No Primeiro Dia do Nosso Amor, de Lourenço Alves Costa Neto
Paisagens do Recife, de Ivanar Nunes da Silva Pereira
Matando Saudades, de Luiz Gonzaga de Castro
Corpo, Alma e Coração, de José Adenildo de Sales
Trajetória da Saudade, de Elton José de Brito Sarmento

FREVO LIVRE INSTRUMENTAL – AUTORAL
Benjamim no Frevo, de Alan George da Silva
Feliz da Silva, de Sebastian Poch
Pífano Infernal, de Alexandre Rodrigues De Lima
Frevo do Manezito, de Maicira Trevisan
Primeiro de Maio, de Romero Bonfim Dos Santos
16 de Fevereiro, de Luiz Henrique Albino De Lima

FREVO DE RUA
Sapecando, de Marcos Ferreira Mendes
Pé de Moleque, de Gilson Antunes dos Santos Junior
Cabelos Grisalhos, Uma Homenagem a Albemar Araújo, de Kleber Rodrigo Vieira da Silva
Pitombeirando, de Luiz Gonzaga de Castro
Adriana no Frevo e Cia, de Parrô Melo
Alvoroçado, de Ebenézer Silva De Sena

Comentários