Gervásio: aliança PMDB-PSDB é “casamento incompatível”

14 fev 2017

trfttg-310x245

A união entre o PMDB e o PSDB, ocorrida em João Pessoa, tem prazo de validade e não deve ser replicada para todo o estado. Esta foi avaliação feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, Gervásio Maia (PSB), em entrevista ao jornalista Heron Cid, no programa Frente a Frente, da TV Arapuan, nesta segunda-feira.

“Eu preciso ver para crer. É um casamento que a conta não vai fechar. Como reunir no mesmo palanque PSDB e Veneziano Vital do Rêgo em Campina Grande?”, questionou.

A pretensão do socialista é atrair o apoio do PMDB. “Eu aposto na aliança que o PSB tem com importantes membros do PMDB”, afirmou.

Cotado para disputar o Governo do Estado em 2018, Gervásio Maia afirmou que o nome do seu partido para as eleições ocorrerá em momento oportuno e defendeu que deverá ser escolhido um nome que garanta a continuidade do projeto desenvolvido pelo PSB.

Reforma na Assembleia Legislativa

Ainda sem data para ser iniciada, uma nova reforma será feita na estrutura do prédio que abriga a sede da Assembleia Legislativa da Paraíba, no Centro de João Pessoa. O presidente da Assembleia, Gervásio Maia explicou que a proposta principal é ampliar o plenário José Mariz.

Para isso, alguns setores devem ser extintos. “São setores que são dispensáveis para as atividades de plenário”, explicou Gervásio.

O presidente acrescentou que também serão feitas alterações no estacionamento da Casa e descartou completamente a transferência da Assembleia para outra área da Capital.

Com recursos na ordem de R$ milhões já alocados para construção de uma nova sede, Gervásio Maia afirmou que os recursos devem ser direcionados para reforma do atual prédio e aquisição de móveis.

“O tempo é curto, mas vamos correr contra ele. Queremos corrigir os problemas que a Assembleia tem. Ideias estão sendo postas, estamos conversando com profissionais da área”, afirmou.

MaisPB

Comentários