GRUPO VINA PELOS CAMINHOS DA MPB III

1 out 2016

Kydelmir Dantas (*)

mauricio

Uma perda irreparável MAURÍCIO DE OLIVEIRA
Mentor intelectual dos Shows do VINA, roteirista e organizador da seleção musical; Engenheiro Agrônomo, formado na Escola Superior de Agricultura de Mossoró – ESAM, atual Universidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA; Doutor em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa (MG); Professor no curso de graduação em Agronomia e do Mestrado em Fitotecnia da ESAM, no Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento do PRODEMA, coordenado em Mossoró pela UERN, além de professor visitante em cursos de especialização de outras Universidades Brasileiras. Casado com a ex-aluna e Agrônoma Marieta Cosme de Oliveira, têm uma filha – Hílem Estefânia de Oliveira.
Encantou-se no dia 08 de janeiro de 2006.

O poeta Antônio Francisco, conceituou Maurício no poema “A RESPOSTA”, cordel nº 1 do jornal Plural, dizendo:

Nosso rio ficou sem a espada
Do mais bravo e ferrenho lutador.
Se arrastando aos pés de Mossoró,
Procurando outro grande defensor.
Com o mesmo espírito de Maurício,
Sem bravata, honesto e sonhador.

A HOMENAGEM, O RETORNO, A UNIÃO
No ano de 2006, o IV FestUern, fez-lhe uma justa homenagem, dando nome ao Troféu (Maurício de Oliveira) e apresentou o documentário “Um Rio de Emoções Chamado Maurício”, produzido por professores e alunos do curso de Comunicação Social, à frente Kildare Gomes e Jucieldo, com depoimentos de amigos, artistas, gente da cultura e companheiros da música e da convivência, em relatos emocionantes, sobre o homem, o professor e o artista.

No mesmo poema “A Resposta” o Patativa de Mossoró disse:

E o VINA ficou sem o verão
E a voz da cigarra mais valente.
Procurando no livro da saudade,
Uma réstia do sol de antigamente.
E um pequeno milagre nas estrelas,
Pra voltar a ser VINA novamente.

Na sequência da apresentação do documentário, no dia 20 de julho de 2008 no Teatro Municipal, o Grupo Vivência N’Arte cantou e reencontrou o seu público, pela primeira vez sem a presença física de Maurício. Um retorno já esperado, porém, tenso de início e crescendo na recepção do público e na emoção de seus componentes. Pareceu-nos que ‘ele’ lá estava, dando forças aos companheiros de shows e palcos, de amizades e brincadeiras, de trabalho e seriedade. O que vimos, do meio pro final, é que o VINA iluminou-se, uniu-se. Com isto, deu seu primeiro passo para a celebração dos 15 Anos com o próximo espetáculo, “Em Cantos & Encontros” (Os Sonhos Não Envelhecem).

Antônio Kydelmir Dantas de Oliveira. Paraíbano de Nova Floresta. Engenheiro Agrônomo. Funcionário da PETROBRAS S. A. Sócio da SBEC, do ICOP e Conselheiro do Cariri Cangaço

Comentários