Homenagem a José Romero

19 jul 2018

Escreveu Francisco Alves Cardoso 19/07/2018

 Certo dia resolvi criar um site para entrar no ciclo famoso da comunicação moderna dos dias atuais. Logo depois de expandir o novo trabalho recebi um cliente da cidade de Mossoró, do Rio Grande do Norte. Chamava-se José Romero de Araújo Cardoso, Professor da Universidade Norte Rio Grandense, cronista social e historiador de primeira grandeza. Tornou-se sócio do site. Declarou ter nascido na cidade de Pombal- PB, mas no momento exercia a profissão em Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Logo cedo disse ser meu parente, garantiu amizade leal e visitou por várias vezes o Parque Cultural o Rei do Baião.

Fizemos uma grande amizade e já estava preparado para participar do XI FESMUZA-Festival de Músicas Gonzagueana.

No último dia 18 de julho tomei conhecimento da morte de Romero, através de minha sobrinha Salete Cardoso, que mora na cidade de Sousa-PB. Fiquei triste pois perdi um parente amigo, um intelectual de alto nível, um colaborador do meu site e cronista social dos mais importantes. Perdi um parente, um amigo, um companheiro de profunda lealdade e um cronista de alto nível. José Romero deixou uma lacuna difícil de ser preenchida, pois os seus artigos eram fortes, de profundos conhecimentos.

O Parque Cultural o Rei do Baião vai prestar significativa homenagem ao saudoso Romero, por ocasião do XI FESMUZA, nos dias 17 e 18 de agosto próximo. Para sempre, a história de José Romero será lembrada no Parque de Luiz Gonzaga, onde ele enalteceu o nome do Gonzagão com muita maestria, respeito e admiração.

Adeus Romero, saudades deixaste em quantidade e o respeito a todos quantos o bem fizeste nos Sertões Nordestinos.

Obrigado pelo bem praticado aqui na terra. Receba os agradecimentos do Parque do grande Rei e os carinhos profundos de todos os seus admiradores.

A saudade é profunda. O adeus para sempre. E a lembrança em todos os momentos.

Comentários