Inverno

10 jan 2018

Rogo a entidade divina
Olhar por esse sertão
Mandar chuva com urgência
Para o início da plantação
Salvando o povo da miséria
E também da inanição.

Que as águas desçam das nuvens
Trazendo um bom inverno
Espalhando felicidade
E um sentimento fraterno
Pois esse calor queima e mata
Como se fosse um inferno.

Com a chegada da quadra invernosa
O agricultor se anima
Pega sua enxada e põe no ombro
Faz na terra uma boa faxina
Quando a colheita dá
Não lhe falta rima.

Poeta sem Pátria

Comentários