Manoel Jr. revela conversa com Cartaxo e diz ter garantias de que prefeito não vai se unir a Ricardo Coutinho

23 mar 2018

Vice-prefeito disse ainda que suas conversas com o PSC estão avançadas e que José Maranhão desagregou as oposições


O vice-prefeito Manoel Júnior confirmou que suas conversas com o PSC, visando uma possível mudança partidária, estão avançadas. O emedebista está insatisfeito no MDB desde que o senador José Maranhão decidiu disputar as eleições ao Governo do Estado, minando seus planos de assumir a Prefeitura de João Pessoa a partir de uma licença de Luciano Cartaxo (PV). Agora, o emedebista diz que vai conversar com o prefeito ainda nesta sexta-feira (23) para discutir quais os próximos passos políticos que ambos devem dar, mas ele garante que o grupo segue na oposição ao governador Ricardo Coutinho (PSB).

Manoel Júnior avaliou os rumores de que o prefeito estaria negociando com o Palácio da Redenção um possível acordo para as eleições deste ano e comentou sobre os apelos para que Cartaxo recue da decisão de não mais disputar o cargo majoritário. “Posso dizer que não só a Paraíba, os partidos de oposição e as grandes lideranças também pedem que o prefeito Luciano Cartaxo seja candidato, mas a decisão de não ser é dele. Estamos num projeto que é das oposições, mas as questões pessoais do prefeito só ele pode dizer”, disse. O emedebista disse ainda não existe diálogo com o PSB: “O prefeito Luciano Cartaxo garantiu que nunca existiu e nem existirá essa conversa, e eu confio no prefeito”.

Sempre demonstrando seu descontentamento com a decisão do presidente do MDB na Paraíba, de que a legenda tenha candidatura própria, o vice-prefeito avaliou que “a insistência é de uma candidatura que praticamente desagregou e desintegrou o partido”, entretanto, negou ter mágoa. “Mágoa é um sentimento muito pequeno e não invade meu corpo. O MDB tem seus problemas que tem se replicado ao longo de vinte anos. A estratégias montadas priorizam o sentimento de uma pessoa só, e fica muito difícil você fazer o coletivo quando há o interesse individual apenas em jogo”.

Ida para o PSC – Por conta dessas disputas internas, Manoel Júnior esteve com a direção nacional do MDB para sinalizar um pedido de saída. “Coloquei meu nome dentro dos que estão postos ao o Governo do Estado para tentar recompor a oposição e não poderia fazê-lo dentro de um partido em que uma pessoa só decide os destinos. Eu cogito a possibilidade de deixá-lo”, frisou. Em relação ao PSC, o ex-deputado se disse disposto a manter o diálogo. “Me foi feito esse convite e estamos analisando, tudo isso passará por uma conversa que terei ainda hoje com o prefeito Luciano Cartaxo”, destacou.


Fonte (Blog do Gordinho):

Manoel Jr. revela conversa com Cartaxo e diz ter garantias de que prefeito não vai se unir a RC

 

 

 

Comentários