Maranhão admite conversar com Ricardo Coutinho sobre as eleições

6 fev 2014

Segundo ele, que é o presidente estadual do PMDB na Paraíba, o partido não pode se fechar ao diálogo com qualquer outra legenda

O presidente estadual do PMDB da Paraíba, José Maranhão, deu uma declaração nesta quinta-feira (6) que vai contra o que as lideranças do partido têm propagado pelo estado. Oposição declarada ao Governo, os militantes do partido não tem poupado duras críticas ao governador Ricardo Coutinho (PSB). Apesar do posicionamento da legenda e da pré-candidatura a governador do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo, Maranhão afirmou que poderá discutir sobre a formação de chapa majoritária com o PSB.

Para ele, é improvável que PMDB e PSB estejam no mesmo palanque este ano, porque dificilmente os peemedebistas abririam mão da cabeça de chapa ou o governador renunciaria a reeleição. Contudo, segundo Maranhão, o partido não pode se fechar ao diálogo com qualquer outra legenda.

“Dentro do quadro que está aí temos uma chapa de oposição para enfrentar a chapa do governador, mas daqui para as eleições muitas coisas vão acontecer ainda. Dificilmente o PMDB poderá abrir mão da cabeça de chapa para formar uma aliança com o governador, que eu não sei se disporia a renunciar sua candidatura à reeleição. De qualquer maneira a gente não pode se fechar a qualquer conversação”, disse em entrevista ao programa Correio Debate, da Rádio 98 FM.

Maranhão explicou que a abertura do diálogo com Ricardo Coutinho só poderá acontecer se ela for abonada por Veneziano. “Só poderia ir para uma iniciativa desse porte se devidamente autorizado pela nossa base partidária e, sobretudo, por Veneziano que já foi lançado pelo nosso partido pré-candidato a governador do Estado”.

Comentários