Meu Deus

22 abr 2013

Meu Deus
Escreveu: Francisco Alves Cardoso – 22/04/2013

Felicidade a gente adquire com a força que Deus oferece no dia a dia. Nada mais gratificante que o Deus Todo Poderoso estar perto da gente orientando, encaminhando para o bem e cortando os males que se aproximam.

Faço aqui revelações muito interessantes para os meus milhares de seguidores no “Caldeirão Político”, nas suas diversas modalidades, como o jornalismo, site e produções culturais.

Todas essas revelações são inspiradas por Deus. Tem sido assim todos os dias da minha vida. Nunca senti a distância do meu Deus. Mesmo nos momentos mais difíceis sinto que Ele oferece os seus ensinamentos, para que me livre dos males que se aproximam.

O Deus é um só. Não existem deuses diferentes. Mas é preciso reconhecer os caminhos para servir bem ao nosso Deus. Em primeiro lugar fazer o bem sem saber a quem. Não se deve fazer o mal em momento algum. Saber perdoar, mesmo que algumas pessoas sejam inimigas declaradas. Ninguém deve ter inimigos, pois se assim agir não segue os passos do Deus Supremo, que ensinou: “Todos devem perdoar”, a palavra maior para viver bem.

Sou feliz todos os dias. Trabalho com coragem e amor, pois assim o meu Deus me ensina. Sou feliz porque minha mente é repleta de criatividades, qualidade que me é dada pelo meu Deus.

Ele me ensina a hora certa de pedir perdão, de ajudar os necessitados, de visitar os sofridos, de buscar a paz para evitar os males humanos.

Faço jornalismo há trinta e sete anos, e cada dia a vocação aumenta mais, a determinação aparece, tudo isso por orientação do meu Deus.

Tenho as horas exatas de fazer as orações diretamente encaminhadas ao meu Deus. Orações secretas que somente eu sei os seus termos. Não faço divulgação das orações obrigatórias por dia, para evitar especulações e principalmente porque o meu Deus não aceitaria esse jeito de querer se vangloriar das suas palavras.

O meu Deus me orienta para o bem, e não aceita que eu faça o mal a ninguém. O meu Deus não tem cor, mas tem amor para distribuir com os necessitados.

Escrevo todos os dias várias horas, por inspiração do meu Deus, e para tanto não me falta coragem, amor próprio e assuntos para colocar em prática.

O meu Deus é muito forte ao ensinar quais os caminhos que devemos trilhar, para evitar a derrota. Essa fortaleza que tenho em todos os momentos é própria do Deus que me adotou para cumprir tarefas em favor dos que mais precisam.

Deus me ensina que eu devo participar de todos os momentos da vida, para não ser esquecido. Ensina que não devo ter medo, nem ódio e nem ambição. Esses três sintomas de covardia são avessos ao amor do Deus Todo Poderoso.

O Deus ensina também que não devo mudar os caminhos que ele traçou logo no começo da vida. Por isso faço “Caldeirão Político” durante trinta e sete anos, sem interrupção, para mostrar que a intelectualidade pode ser feita num só caminho, espalhando sabedoria para os vários setores da vida.

As multidões reconhecem. As multidões são provas reais do meu trabalho, da minha fé, da minha doutrina.

Não penso em derrota, porque a fé está dentro de mim, acordado, dormindo, andando, repousando, cantando, trabalhando. A fé depende de cada um de nós, e o Deus Todo Poderoso não aceita qualquer parceria sem a fé centrada no nosso ego, acreditando firmemente nos ensinamentos do nosso Deus.

Quem pensa assim, quem age assim, quem vive assim recebe os milagres, mas não pode transmitir a ninguém. É a hora que o silêncio é necessário.

Perdoe, silencie, ame, trabalhe, divida o pão com os sofridos, defenda os pobres das garras dos perseguidores, converse com Deus, que você terá credibilidade necessária para viver bem e ser protegido pelo Deus. E esse Deus não é difícil, ele é amigo, é caridoso, é sensato, ele é confidente.

Eu sou assim. E assim vou permanecer até o dia que meu Deus permitir.

E o Deus poderoso ensina: “Quem pratica a violência não terá o reino por ele criado e administrado”.

Por isso sou contra a violência.

Comentários