Michel Temer anuncia saída da vida pública após 2018: “Cumpri meu papel”

6 maio 2017

O presidente Michel Temer (PMDB) afirmou que não pretende continuar na vida política após terminar o mandato, em 2018. E também reforçou que não pretende concorrer a um novo mandato presidencial. “Aposentar-me nunca, jamais, mas eu não tenho intenção de continuar a atividade política, já cumpri meu papel”, afirmou em entrevista à RedeTV!.

Temer voltou a dizer que espera aprovar as reformas até o fim do mandato. “Só espero que as reformas deem certo e que não haja necessidade de pedirem para eu continuar”, disse.

O presidente afirmou ainda que acredita não ter errado durante seu mandato, que assumiu após o afastamento da petista Dilma Rousseff, em maio de 2016. “É possível que eu tenha errado aqui e acolá, mas não sinto que tenha errado”, disse. Temer falou que, se cometeu erros, foram acidentais e não propositais.

Mal nas pesquisas

A impopularidade do governo Temer cresceu e já é comparável à de Dilma às vésperas da abertura do processo de impeachment que acabou por cassá-la em 2016.
Segundo pesquisa do Datafolha divulgada no último domingo (30), a gestão do peemedebista tem 61% de avaliação ruim ou péssima, com 28% a considerando regular e apenas 9%, ótimo ou bom.

Na mesma pesquisa, o Datafolha fez simulações de primeiro turno para eleição presidencial de 2018. Nos três cenários em que aparece, Temer não passa do 2% das intenções de votos. O presidente também aparece com a maior rejeição, 64% dizem que não votariam nele.

Fonte: Folha de SP
Com Blog do Dércio

Comentários