Moção de Aderbal Nogueira em prol do restauro da Casa do Jacu

13 jul 2013

Senhor Salvan Mendes
Prefeito de Nazarezinho

Dizem que o Brasil não tem memória, o que em parte é verdade. Gasta-se muito e na maioria das vezes em dólar e euro para se conhecer a história de outros povos, de outras nações e isso é uma triste verdade.

Levando-se em conta que o Brasil e, em especial, o Nordeste brasileiro conta com uma historia riquíssima e de interesse mundial pelo que aqui ocorreu, isso chega a ser um absurdo.

Participei de um encontro na Universidade Federal do Ceará quando dos 100 anos de Canudos e o número de estrangeiros nesse evento superava o de brasileiros. Canadenses, americanos, franceses, alemães, etc., tinham um conhecimento perfeito sobre Canudos.

Nazarezinho tem em suas mãos um monumento que merece ser guardado para a posteridade, monumento esse que faz parte de uma história digna de estrelar grandes produções cinematográficas e obras literárias no mundo todo. Não deixemos que esse casarão caia no esquecimento. “Se não cuidarmos de nossa história, quem vai cuidar ?”

O senhor Salvan Mendes, independente de ser prefeito ou não, tem uma responsabilidade ímpar nessa nossa luta. Faça Nazarezinho e a casa da família Pereira entrar para o circuito histórico/cultural brasileiro. Seu nome ficará para sempre gravado na parede da memória como um dos principais responsáveis  por esse grande feito e nós, pesquisadores e brasileiros como um todo, lhes seremos eternamente gratos por essa realização.

Aderbal Nogueira
Documentarista, pesquisador sócio da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço – SBEC e do Grupo de Estudos do Cangaço do Ceara – GECC.

Comentários