“Não estou buscando alianças com outros blocos”, diz Maranhão sobre Ricardo

11 out 2017

maranhao

O senador José Maranhão declarou, nesta quarta-feira (11), durante entrevista ao Correio Debate, que sua missão atual é mostrar-se como candidato à Paraíba, e não atuar em busca de alianças com outros blocos políticos. Maranhão, no entanto, salientou que não descarta entendimento com o governador Ricardo Coutinho (PSB), ou qualquer outro partido.

“Não estou empenhado em buscar alianças com outros blocos, estou tentando mostrar à Paraíba que sou candidato. Nada impede de haver uma aliança, ou com ele [Ricardo Coutinho], ou com outro lado”, disse.

Indagado se está descartada uma aliança com João Azevedo na cabeça de chapa, ele disse que tem que ter respeito pelos candidatos, e que mantém a candidatura própria do PMDB, pois um partido que começa uma campanha sem um candidato ‘está morto’.

“Eu tenho que ter respeito aos candidatos, uma aliança tem equações que não representam peso eleitoral ou prestígio. Eu posso começar a campanha dizendo que vou votar em João Azevedo? O partido que fazer isso está morto. Partidos que sentam para discutir tem que admitir a mesma igualdade, jamais disse que o PMDB vai renunciar por que tem candidato. [João Azevedo] é um bom nome, acho ótimo, mas não é apenas qualidade profissional como técnico que se vai discutir. Vamos ver se tem farinha no saco, se tem voto, serviço prestado, projeto futuro”, destacou.

Votar em Cássio

O senador paraibano também não descartou um possível voto no seu histórico adversário, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB). Ele defendeu que o que faz a política são as circunstâncias.

“Dizia Shakespeare, na política, como no amor, não pode se excluir os contrários, o que faz a união dos políticos são as circunstâncias”, disse.

WSCOM

Comentários