NOS RASTROS DO CANGAÇO – PERSEGUINDO A CANGACEIRA DULCE

7 dez 2015

Dulce Menezes é a última cangaceira viva. Dos que seguiram os caminhos incertos do cangaço, só ela sobreviveu.

Em recente visita a suas filhas Luci (em Vitória da Conquista) e Martha Ruas e seu marido Tião Ruas (em Jordânia) e ainda o filho Jacozinho, tive o privilégio de conhecer a fazenda Jacobina, de João Anastácio Filho “Jacó”.

Nessa fazenda chegaram fugindo do nordeste, os cangaceiros Marinheiro (irmão de Sila), Sila, Zé Sereno, Criança e Dulce.

Dulce acabou ficando na fazenda e teve 18 filhos com Jacó, dos quais sobreviveram 10.

Em breve o Tião Ruas e a Martha lançarão um livro contando toda essa história.

Por enquanto estamos aqui tendo a honra de conhecer os escombros da fazenda, na companhia dos filhos Jacozinho e Martha, lugar nunca explorado por nenhum outro historiador e pesquisador.

Dulce na época da entrega 3 12295263_1032551106765707_8182199558713391779_n 12316145_1032550733432411_2517416580458294422_n 12316270_1032550526765765_1236167443267947466_n 12345570_1032550860099065_2641198538428207884_n 12348099_1032550456765772_6728350803263538109_n Dona dulce cangaceira

Comentários