O SANTO PADRE CÍCERO

27 ago 2018

Escreveu: Francisco Alves Cardoso – 19/12/2015

Foi preciso chegar a Roma para governar o Vaticano, um santo homem chamado Francisco, que em pouco tempo perdoou o Padre Cícero Romão Batista para ser canonizado.

O Padre Cícero foi muito perseguido pelo Bispo Joaquim Vieira, do Ceará, que implantou duros castigos a beata Maria de Araújo, conhecida como a “Beata do Milagre”.

O Papa Francisco examinou toda a documentação que se encontra nos porões do Vaticano, perdoando o Padre Cícero e com ele veio também o perdão a Maria de Araújo. Em breve os dois, com certeza, subirão aos altares da Santa Igreja para cumprir os ditames da Igreja de Cristo aqui na Terra.

O Papa de Cristo está promovendo uma reforma total na sua Igreja, fazendo o povo feliz e conhecedor da justiça católica e apostólica sediada em Roma.

Os seguidores do Padre Cícero continuam vibrando com a decisão do Papa, que fez justiça a um santo que viveu no Juazeiro promovendo o bem sem saber a quem. Padre Cícero subirá aos altares apenas para glorificar o seu povo, mas na verdade já é santo por muitos anos, pela vontade soberana popular.

A glória de Deus chegou ao Juazeiro pelas mãos do Papa Francisco, o santo padre que veio para glorificar a Deus e fazer crescer a sua igreja em todos os recantos da Terra.

Sempre acreditei na reabilitação do Padre Cícero, pois a sua obra de trabalho foi o suficiente para provar a sua inocência.

A Igreja Católica fica maior com essa decisão papal, pois as profundas dores provocadas pelas injustiças dos anticristos estão sendo lavadas com o sangue do santo Cícero e da beata Maria de Araújo, derramado por muitos anos, e agora serão santificados em nome do amor que devotaram ao Criador Supremo de todas as coisas.

Pelo amor que devotava ao povo de Juazeiro do Norte, o padre suportou os duros castigos impostos por Roma, a pedido do Bispo Joaquim, permanecendo na terra que escolheu para implantar a sua obra de paz, amor, humildade, respeito e devoção a sua padroeira Nossa Senhora das Dores.

Nada mais alegre do que visitar o Juazeiro e ver de perto o horto no alto da serra com as belezas naturais implantadas pelo padre: a Igreja de Nossa Senhora das Dores, o Perpétuo Socorro onde o padre está sepultado, a Igreja dos Salesianos, o museu histórico do santo sacerdote, Igreja e Colégio dos Franciscanos, o sepulcro – obra histórica e milagrosa.

Têm mais histórias da vida do Padre Cícero em Juazeiro, as ruas na grande maioria tem o nome dos santos, as romarias anuais, como Semana Santa, a de Nossa Senhora das Dores, São Francisco, data da morte do Padre Cícero a cada dia 20, Nossa Senhora da Luz e o final de ano.

Parabéns ao povo de Juazeiro que enfim conquistou a vitória mais esperada por todos.

Comentários