Os azares da política

19 abr 2013

O deputado federal Luiz Couto (PT), da Paraíba, está mesmo vivendo momentos de amarguras na sua carreira política, e vai enfrentar sérias dificuldades para se reeleger nas eleições de 2014.

Como o único deputado federal do PT na Paraíba, não teve controle emocional para comandar o partido no estado. Nas eleições para prefeito em 2012, não tomou partido e viu o seu maior adversário, Luciano Cartaxo, ser eleito prefeito de João Pessoa.

Logo que assumiu o comando da prefeitura da capital paraibana, o prefeito Luciano resolveu lançar o nome do seu irmão gêmeo, Lucélio Cartaxo, para deputado federal, em 2014, certamente para enfrentar Luiz Couto nas urnas e mostrar ao diretório nacional do PT que o partido agora tem comando na Paraíba.

Já se fala abertamente no estado que Lucélio Cartaxo será também o futuro presidente do Partido dos Trabalhadores da Paraíba.

E para maior derrota de Luiz Couto, o Diário da Justiça Eletrônico do Tribunal Superior Eleitoral publicou hoje, 19, o acórdão com a decisão da Corte rejeitando os embargos de declaração interpostos pela prefeita de Pombal, Pollyanna Dutra, contra o indeferimento de seu registro de candidatura.

Com a publicação do acórdão, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da Paraíba deverá agendar nos próximos dias novas eleições no município de Pombal.

E essas novas eleições na “Terra de Maringá” não serão nada fáceis para o grupo do deputado Luiz Couto, que tem o apoio da prefeita Pollyanna.

Se porventura a candidata Mayenne Van, do PMDB, ganhar as eleições, o deputado Luiz Couto sofre mais uma derrota na sua carreira política, prejudicando muito sua campanha em 2014.

Comentários