OS MESTRES ORIENTADORES

13 fev 2017

Exatamente no dia 24 de dezembro de 2007 foi criado o Parque Cultural O Rei do Baião, com a implantação da Galeria “Azulão Santiago”.

A partir daquele momento a felicidade reinou naquele pedaço de terra sertaneja, que sob a orientação de uma diretoria e os olhares de Luiz Gonzaga, iniciou a implantação de obras em homenagem ao Rei do Baião e seus seguidores, visitadas pelos inúmeros fãs e reverenciadas por todos.

A Gruta das Saudades feita de pedras pelo trabalho dos campesinos da comunidade, obra-prima do trabalho humano, a capela de São Severino dos Ramos, padroeiro do Parque, a Quadra Antônio Alcino, o Palco Abel Medeiros, Ala dos Julgadores, Jardim da Meditação, Riacho do Grotão, Espaço da Missa do Vaqueiro, Muro das Saudades, Sala dos Jornalistas, Salão dos Escritores Amigos do Caldeirão Político, Casa de Seu Januário, Sala Dominguinhos, Sala em homenagem a Lampião, dentre outras, são setores importantes daquela instituição de cultura.

Para que tudo exista e funcione, é necessário o apoio de grupos amigos e admiradores de Luiz Gonzaga, que participem ativamente dessa obra cultural, atualmente uma das maiores do Nordeste.

A diretoria inicia nesta data uma homenagem especial a todos os colaboradores da obra, desde sua fundação em 2007.

JOSÉ ROMERO DE ARAÚJO CARDOSO

jose-romero

Professor, residente em Mossoró-RN, nascido em terras paraibanas, a colaboração de Romero tem sido importantíssima para o desenvolvimento do Parque. É um participante ativo como colunista do site do Caldeirão Político.

Anualmente, ele participa do tradicional Festival de Músicas Gonzagueanas (FESMUZA), como um incentivador da obra implantada na Fazenda São Francisco.

É considerado um dos mais atuantes apoiadores da festa. Escreve constantemente na defesa e desenvolvimento dessa história iniciada no Exu-PE, e preservada com força em São João do Rio do Peixe-PB.

Romero será integrado também como membro da Comissão Central de orientação para o FESMUZA e outras festividades, como legítimo representante das terras mossoroenses.

Essa Comissão será permanente, a partir da sua posse, em agosto deste ano de 2017, para que a movimentação do Parque tenha sempre a comunicação entre dirigentes e colaboradores.

O professor José Romero é o primeiro a ser convidado. A partir de hoje, os demais membros serão oficialmente convocados, podendo aceitar ou não o chamado, no entanto tomarão conhecimento da confiança e estima de que o Parque Cultural confia e acredita na sua história e personalidade íntegra.

Ainda neste ano, Romero iniciará a participação direta como membro da Comissão Julgadora do festival, que será realizado em 20 de agosto.

Comentários