Os Pingos Quentes das Últimas Horas

1 abr 2013

Luciano comandará o PT na Paraíba

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), já resolveu investir com força na campanha eleitoral do próximo ano, lançando o nome do irmão Lucélio Cartaxo, para deputado federal.

Luciano aproveita a oportunidade de ser o único prefeito do PT eleito nas últimas eleições, nas capitais nordestinas, e por isso quer fazer o partido bem maior.

O prefeito Luciano está com a razão, quer eleger um deputado federal e este será o seu irmão. A segunda grande jogada é a de derrotar o deputado federal Luiz Couto (PT), que nunca foi aliado de Luciano, e agora vai pagar caro pela traição feita nas eleições de 2012.

O prefeito de João Pessoa tem as portas do Palácio do Planalto abertas, para carrear recursos para os paraibanos. Com certeza elege Lucélio para a Câmara dos Deputados, e aí será um novo PT pronto para comandar a Paraíba.

Geraldinho teme pela nova direção estadual do PTB

O vereador Geraldo Wilson de Andrade, presidente do Partido Trabalhista Brasileiro no município do Poço de José de Moura (PB), disse ao “Caldeirão Político” na manhã de hoje, 01, que vai examinar com muito cuidado a sua permanência no PTB, pois com a nova direção pode correr perigo de sofrer perseguição política.

Geraldindo, como é conhecido na intimidade, é também presidente da AVASP, e relembrou o fato de Wilson Santiago ter decretado intervenção no PMDB do município de Uiraúna (PB), em eleições passadas, deixando vários políticos da agremiação sem poder disputar o pleito eleitoral.

Serra poderá ficar com Eduardo Campos

O ex-governador de São Paulo, José Serra está mesmo disposto a deixar o PSDB. Aguarda tão somente a possibilidade de uma fusão entre dois partidos para que os deputados que se filiarem a essa nova agremiação política, não sofram problemas de perseguição por causa da Lei de Fidelidade Partidária.

Segundo os experts políticos, José Serra pretende levar de 15 a 20 deputados federais para o seu novo partido, que tudo tem a ver com o PPS, atualmente presidido pelo deputado federal Roberto Freire.

O poder de articulação do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, está provado em vários estados brasileiros, e a maior de todas as vitórias que ele espera dessa sua força de articulação, poderá acontecer no Estado de São Paulo com a saída de José Serra dos quadros do PSDB.

Comentários