Para vice-prefeito de Campina Grande, Cartaxo está mais ativo por candidatura

4 dez 2017

O prefeito em exercício de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro (PP), falou sobre a possibilidade de candidatura de Romero Rodrigues (PSDB) a governador nas eleições 2018.

Em entrevista nesta segunda-feira, 4, Enivaldo frisou que “ninguém está sendo fritado antecipadamente e que cada um deve procurar o seu espaço”.

– O prefeito de João Pessoa (Luciano Cartaxo) está procurando o espaço dele; Romero deve procurar o dele. O prefeito de João Pessoa está mais ativo, procurando mais, procurando os partidos, e Romero tem que fazer a mesma coisa. Se você pensar em um candidato de Campina Grande, Romero é o melhor. Mas, para a oposição, ele tem que se tornar o melhor para ganhar a eleição. Tem que congregar a todos – pontuou.

Foto: Leonardo Silva/ Paraibaonline

Enivaldo frisou que o ponto fundamental é a oposição sair unida em 2018 e que se for dessa forma a chapa ganhará no primeiro turno.

Ele destacou que o PP quer participar da chapa majoritária.

– Se a oposição for unida, ganha no primeiro turno. O principal é a união das oposições. O PP, por exemplo, quer participar da chapa majoritária. É natural que o partido queira isso. Na eleição de Cartaxo o PP foi um dos primeiros. Eleição é espaço. Você não pode perder o seu espaço – salientou.

Ribeiro destacou ainda que Romero é uma força política que deve ser ouvida e que o gestor conquistou o espaço dele.

– Romero tem personalidade própria, sem dúvida nenhuma – reforçou.

Por fim, Enivaldo comentou sobre a pretensão de postulação do senador José Maranhão (PMDB) e salientou que o peemedebista deve “dar a vez aos outros”.

– Acho que ele (Maranhão) já foi deputado, governador, senador e deve usar a sabedoria dele para dar a vez aos outros. Embora ele seja capacitado, ele deve decidir e ceder a vez a outro. Maranhão é um cara sensato e tem experiência. Maranhão não me procurou ainda e por isso que eu acho que ele não é candidato, como o prefeito de João Pessoa já procurou Aguinaldo Ribeiro. Quem quer ser candidato faz isso, vai atrás dos outros. O que está faltando a Romero é procurar os partidos para assumir compromisso – explanou.

*As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Paraiba Online

Comentários