PM de PE ameaça parar; na Paraíba, Governo tenta evitar greve

15 fev 2017

No vizinho Estado de Pernambuco, a Assembleia Legislativa aprovou, ontem (14), aumento salarial escalonado para a Polícia Militar. O reajuste concedido pelo Governo do Estado, entretanto, não agradou a categoria que ameaça greve e paralisação em pleno carnaval.

Em frente ao prédio da Assembleia, policiais militares inconformados com a proposta de aumento salarial do Governo em tramitação na Casa ameaçaram cruzar os braços e gritaram a palavra de ordem do movimento: “Não vai ter Galo”, numa referência ao bloco carnavalesco Galo da Madrugada, maior evento do carnaval pernambucano.

Na Paraíba, familiares de policiais adiaram semana passada a Assembleia que quer impedir a saída dos PM’s dos quartéis e batalhões em todo o Estado.

Ontem, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, anunciou incorporação de gratificações aos salários da corporação, a partir de março, numa tentativa de arrefecer o movimento e impedir uma greve branca.

O deputado estadual Raniery Paulino (PMDB) solicitou uma audiência pública para discutir as reivindicações salariais das polícias Civil e Militar. O objetivo, destaca o parlamentar, é abrir um canal de diálogo e evitar que haja uma paralisação semelhante ao Espírito Santo.

MaisPB

Comentários