Publicado livro sobre o Sertão da Paraíba

4 jan 2018

No último dia 21 de dezembro, o escritor sousense Josemar Alves Soares publicou mais um livro para a literatura sertaneja, denominado de “Memorial de um Sertão”.

A obra é a quarta publicação do autor, sendo todas relacionadas com a temática histórico-regional. As publicações anteriores do autor são: São Gonçalo – Fragmentos da História (2013), que retrata a historicidade do distrito de São Gonçalo; Zé Tarzan e Nina – às margens do rio Piranhas (2016), em que narra a saga de sua família na região, a partir do século XIX; e Hotel Catete – Memória e Glórias (2017), em que o autor resgata a história do hotel/restaurante mais tradicional do sertão da Paraíba, inaugurado pelo Presidente Getúlio Vargas, em 1933.

A presente obra encontra-se estruturada sob a forma narrativa cronológica, com o auxílio de algumas fotografias de época, em que o autor objetiva o resgate, preservação, valorização e valoração da cultura e historicidade do Sertão da Paraíba, notadamente do distrito de São Gonçalo e do município de Sousa, desde o século XVII até os dias atuais, com ênfase maior no século XX, a partir de pesquisas iconográficas, bibliográficas, em hemerotecas digitais, e de campo, através de entrevistas com pessoas de idade mais avançada, etc.

Na nova publicação, Josemar descreve temas importantes da história local, como: o processo de ocupação do sertão paraibano sob forte resistência dos indígenas; a origem do município de Sousa, a partir da povoação de Jardim do Rio do Peixe, e a sua forte religiosidade, com devoção à Nossa Senhora dos Remédios; o início do distrito de São Gonçalo, na década de 1920, quando o paraibano Epitácio Pessoa assumiu a Presidência da República e implantou um ambicioso programa governamental de combate aos efeitos maléficos das secas no Nordeste; a revolta da Princesa, protagonizada pela cidade de Princesa Isabel; a revolução de 1930, com a ascensão de Getúlio Vargas à presidência da República; a saga do cangaço no sertão nordestino; a instalação do primeiro instituto de pesquisas em climas semiáridos do mundo, em São Gonçalo, o Instituto Agronômico José Augusto Trindade; a implantação do Perímetro Irrigado de São Gonçalo, na década de 1970; a instalação da antiga Escola Agrotécnica Federal de Sousa (atual IFPB Campus Sousa), em São Gonçalo, em meados da década de 1980; além de outros importantes fatos históricos.

A publicação contou com o apoio da Fundação Municipal de Cultura de Sousa Sandoval Silva de Assis.

Comentários