Ricardo revela que sabia da traição de Cássio

17 dez 2014

ASSISTA: Ricardo Coutinho revela que sabia da traição de Cássio Cunha Lima e diz que não vende a alma

No Sertão, o governador Ricardo Coutinho (PSB) falou com exclusividade a TV Diário do Sertão. Sobre sua vitória, o socialista assegurou que há uma mudança no eleitorado brasileiro, mas poucos políticos estão percebendo.

Para alfinetar seu principal adversário no Estado da Paraíba, o candidato derrotado nas eleições deste ano, Cássio Cunha Lima (PSDB), o governador disse que os políticos ainda estão com mentalidade de três décadas passadas. “Percebi essa mudança e apostei nela. Firmei um estilo de fazer política fazendo muitas coisas que não concordava e que a população também não concorda”.

Perguntado se em algum momento ficou temeroso a uma possível derrota, ele respondeu: “Não sou de ter medo. Sou muito determinado. Para ganhar ou perder governo da forma que eu acredito”.

Ricardo Coutinho afirmou que não é capaz de vender a “alma” para ganhar voto e disparou: “Se for para fazer coisas que não acredito para ganhar votos eu não faço”

Um Não

O chefe do executivo estadual destacou que não tem problema em dizer um não quando não é possível realizar algo, pois é uma questão de respeito pelo outro. “A pessoa que escuta um não pode até não entender, mas vai reconhecer que fui honesto, que não procurei iludir nem enganar”.

Traíra

Ricardo Coutinho declarou que não traiu ninguém na sua história política, mas foi traído, e se referindo ao senador Cássio, revelou: “Sabia do rompimento da aliança, mas segurei até o final. Segui o meu caminho”.

Mágoas

Mesmo afirmando não guardar mágoas dos traidores, o governador disse que acredita na ética dentro da política. “A política tem que ter um nível mais elevado. Enfrentei uma campanha difamatória”.

Fonte: Diário do Sertão

Comentários