Rômulo Gouveia diz que não é dono do PSD e não teme saída dos irmãos Cartaxo

1 jun 2017

romulo

O presidente estadual do PSD, deputado Rômulo Gouveia, falou nesta quinta-feira, 01, sobre a polêmica sobre a mudança de partido do secretário de João Pessoa, Zennedy Bezerra, que filiou-se ao PMN. Para o parlamentar, a mudança é natural.

Em entrevista a Rádio Correio, ele disse que a filiação de Zennedy “obviamente que é fruto de estratégia de ocupação de espaço para fortalecer os partidos que estiveram na coligação municipal, é muito natural o processo de migração do secretário Zennedy para o PMN, tenho certeza que o PMN ganha muito e o PSD não perde porque está muito forte com a representação municipal de Luciano Cartaxo”.

“O PSD é o partido que, desde a fundação, não controla as vontade dos filiados, mas tenho conversado com Luciano e Lucélio e tenho segurança porque eles me disseram que não há pretensão de deixar o partido, nós demos total autonomia a eles, desde as alianças que fizeram e temos apoiado completamente o projeto político dele para 2018”, declarou.

Sobre a possibilidade de deixar a presidência do PSD para Luciano Cartaxo, ele disse que não é dono do partido e destacou que “o partido não é meu, é de todas as pessoas que integram o partido, o PSD não tem dono, nós temos uma articulação diferente, porque há muitos partidos que são familiares”.

Créditos: Polêmica Paraíba

Comentários