Sobriedade

8 maio 2016

bebado_x_sobrio4

Gosto de beber,
Não posso negar
Tomo uns tragos de vez em quando
Só não posso exagerar
Tenho minhas obrigações
E um comportamento exemplar.

Cerveja, uísque, aguardente
Saquê, vodka com limão
Nada de energético
Apenas tira-gosto na mão
Bebendo entre amigos
Brindando com emoção.

Tem que ser com responsabilidade
Por isso, ao vício, não induzo ninguém
Saber beber é para poucos
Pois nos esperando, tem sempre alguém
Se não souber se controlar
A bebida te leva mais cedo para o além.

Você deve estar no comando
E não deixar a bebida te dominar
Se for fraco, evite o primeiro gole
A sua vida não deve se estragar
Lembre-se que tem família
Um patrimônio a zelar.

A. Oliveira

Imagem meramente ilustrativa: youpix.virgula.uol.com.br

Comentários