SOU FILHO

9 maio 2018

SOU FILHO

Escreveu: Francisco Alves Cardoso – 10/11/2015

 

DA CORAGEM – pois não acredito na criatura sem força e sem o sentimento da vitória.

DA VERDADE – pois o mentiroso é um ser desprezível e vencido dentro de si mesmo.

DA LIBERDADE – pois o homem que não vive o tempo livre, não tem tempo para viver.

DA PACIÊNCIA – pois o ser humano que não tem calma, não tem força na alma que Deus lhe deu.

DO PERDÃO – pois essa é a maior força dos filhos do Deus Vivo.

DO AMOR – pois essa palavra é a mais forte do dicionário por Deus criado.

DA LUTA – já que essa é a palavra encorajada para todos os momentos de vida.

DO RESPEITO – pois o homem que não tem a força da respeitabilidade, não tem força para viver.

DA HISTÓRIA – pois um país sem a escrita criada e guardada para a eternidade, não é digno de ser chamado de nação.

DAS LÁGRIMAS – pois elas representam a piedade dos que amam a verdade.

DO SILÊNCIO – pois ele ensina a força do momento propício para um bom trabalho.

DO CAMPO – pois esse representa os grandes homens para criar, pensar e amar.

DO GRITO – pois significa a força do desejo de expor a liberdade que todos devem ter.

DO TRABALHO – pois todo homem tem a obrigação de buscar força para manter a si e os seus dependentes.

DA VIRGEM MARIA – pois é a mulher por Deus enviada para bem aconselhar a todos os descendentes do Deus de todos os deuses.

DA INTELIGÊNCIA – pois é o momento maior que Deus deu aos seus filhos, com a finalidade de distribuir a capacidade do bem viver.

DA PAIXÃO – pois é o sentimento mor da boa vida entre o Céu e a Terra.

DA CRIATIVIDADE – pois é ela a digna ciência para cada pessoa montar a sua história de vida, na Terra e nos Céus.

DO HOMEM – pois ele representa o ciclo histórico desde os primeiro dias de Adão e Eva.

DA MEMÓRIA – pois sem ela não teríamos a continuidade de vida.

DO HOMEM DEUS – pois por Ele fui gerado para continuar a sua obra perfeita na Terra.

DE SEVERINO – o homem que me fez e me ensinou todos os trâmites da vida desse planeta, oriundo da inteligência dos deuses.

DE MARIA – minha mãe na terra, pronta para me criar com acertos e defeitos, o filho corajoso no campo, nas águas e na vigilância diária.

Com essa página escrita no toque da meia noite, dou início ao livro das memórias com letras de coragem, amor, sentimento nobre e a bênção natural de todos os deuses.

Amo a política, os seus criadores, a força do espírito e detesto toda criatura formada pelo ódio.

E nada mais digo, a não ser perdão meu irmão, com a força do Deus supremo derrubo todas as montanhas que surgirem à minha frente, pois já nasci filho do perdão e da coragem.

Comentários