Uma rolinha caldo de feijão

26 abr 2014

No domingo passado, caiu da árvore que faz sombra frente a minha casa uma rolinha caldo de feijão, com a asa toda machucada, e eu me fiz menino outra vez, fiquei dando arroz na esperança de que ela encontre-se o caminho do céu novamente.

Alice, minha sobrinha pequena, disse que ela é um passarinho, e por isso é lógico que ela logo vai voar. Pois é isso que fazem os passarinhos. Não consigo discordar da Alice, e nem tampouco da minha ingenuidade de menino.

Comentários