Vigilância Ambiental de CZ comemora mais uma queda no índice de infestação predial

18 jul 2017

lira-a-6

Com o trabalho levado a sério e com muita determinação, a Coordenação de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde de Cajazeiras, sob a coordenação do agente de endemias Joatan Freire de Santana, auxiliado por agentes e técnicos em Vigilância – apresentam o resultado do último Levantamento do Índice Rápido por Aedes Aegypti (LIRAA) entre os meses de janeiro a julho do ano em curso (2017). Por esta razão tem comemorado a queda dos números.

Os técnicos em vigilância têm desempenhado suas funções com muita determinação seguindo as diretrizes que preconiza o Ministério da Saúde e Secretaria Municipal de Saúde de Cajazeiras.

Em quatro ciclos de visitas às residências e comércios da cidade, com (vinte e nove) agentes e técnicos em campo, os resultados mostram o quadro real desde os primeiros trabalhos realizados no mês de janeiro, até os dias atuais. Abaixo, uma tabela demonstrativa, para melhor amostragem:

(LIRAA) Levantamento do Índice Rápido por Aedes Aegypti:

– Casas Populares:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 7,2%)

2º resultado (24 a 28 de abril 4,3%)

3º resultado (de 3 a 7 de julho 2,6%)

– Bairro São José:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 9,3%)

2º resultado: (de 24 a 28 de abril 6,7%)

3º resultado (de 3 a 7 de julho 5,4%)

– Sol Nascente:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 9,3%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 3,1%)

3º resultado (de 3 a 7 de julho 2,3%)

– Pio X:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 20,4%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 12,5%)

3º resultado (de 3 a 7 de julho 15,6%)

– Por do Sol:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 9,2%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 4,1%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 3,9%)

– Conjunto Tancredo Neves:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 0,0%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 0,0%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 0,0%)

– Bairro dos Municípios:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 0,0%)

2º resultado: (de 24 a 28 de abril 0,0%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 0,0%)

– Jardim Adalgisa:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 0,0%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 0,0%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 0,0%)

– Centro:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 2,8%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 1,3%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 1,1%)

– Remédios:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 11,5%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 2,8%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 6,8%)

– Fátima Santos:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 0,0%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 0,0%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 1,2%)

– Tecedores:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 4,8%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 2,9%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 0,0%)

– São Francisco:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro, 41,6%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 27,3%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 21,6%)

– Capoeiras:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 16,5%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 8,2%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 7,1%)

– Esperança:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 9,0%)

2º resultado (5,0%) (de 24 a 28 de abril 5,0%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 8,0%)

– Cristo Rei:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 11,9%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 4,9%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 4,4%)

– Jardim Oásis:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 12,2%)

2º resultado (8,5%) (de 24 a 28 de abril 8,5%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 8,5%)

– Santa Cecília:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 17,5%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 4,8%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 4,0%)

– Vila Nova:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 34%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 13,3%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 12,5%)

– Distrito Mecânico:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 0,0%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 0,0%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 0,0%)

-Jardim Soledade:

1º resultado (de 1º de janeiro ao dia 30 de janeiro 0,0%)

2º resultado (de 24 a 28 de abril 0,0%)

3º resultado (de 3 a 7 de abril 0,0%)

No geral, a primeira etapa de visitas correspondeu a (11,2%), já o segundo nível resultou em (4,1%) e o terceiro resultou em (3,8%).

Vale salientar que índices inferiores a 1%, estão em condições satisfatórias. (Menos de uma casa infestada a cada 100 casas pesquisadas). De 1% a 3,9%, este índice está em situação de alerta. Isso quer dizer que, (de uma a quatro casas infestadas a cada 100 casas pesquisadas).

O Levantamento do Índice Rápido por Aedes Aegypti (LIRAA) é comumente realizado num grande ciclo de quatro etapas: o primeiro acontece de (1º) a (30) de janeiro; o segundo acontece de (24) a (28) de abril; o terceiro acontece de (03) a (07) de julho e; o quarto acontece entre os dias (23) a (28) de outubro.

De acordo com Hênio Rocha, que é técnico em vigilância em saúde pública e supervisor de campo – as atividades dão inicio a coleta das larvas, porém, a partir dai o material é enviado a um laboratório que passa por análise rigorosa de infestação para obtenção dos primeiros resultados.

Ainda de acordo com Hênio, este resultado parcial registrou uma diminuição de 0,3% no geral, porém, algumas localidades registraram um aumento, como observado o caso do Pio X (3,1%), Tancredo Neves (2,1%), Remédios (4,0%) e, Esperança (3,0%). O referido aumento se dá devido às chuvas caída nos últimos dias e, descuido por parte da população dos bairros acima mencionados.

SECOM-CZ

Comentários