Wilson Nóbrega Seixas

15 jul 2013

WILSON NÓBREGA SEIXAS
Por Clemildo Brunet*

15 de julho lembra a data de nascimento do historiador pombalense WILSON NÓBREGA SEIXAS. Se vivo estivesse estaria completando 97 anos. Wilson nasceu na Rua do Comércio no seio de nossa cidade. Seus pais eram Newton Pordeus Rodrigues Seixas (autor do Hino de Pombal) e Natália Nóbrega Seixas. Eram seus Irmãos: Newton e José Nely (in memoriam), que faleceram criança. Hedi Nóbrega, Maria das Graças e Maria de Lourdes.

Estudou as primeiras letras em casa com seu pai Newton Pordeus (que na época fora transferido de Sousa para lecionar em Pombal).  Wilson era casado com Zélia Carneiro Arnaud, irmã do ex- deputado federal e ex-prefeito de João Pessoa, médico Antonio Carneiro Arnaud e do desembargador Raphael Carneiro Arnaud.

A descoberta das três datas importantes que marcam a história de Pombal devemos ao historiador pombalense Wilson Nóbrega Seixas.

São elas:

04 de maio de 1772 – elevação do Arraial a categoria de Vila, com a denominação de Vila de Pombal, na mesma data, também ocorre sua emancipação política.

27 de Julho de 1698 — No sertão das Piranhas, lugar conhecido como Povoação do Piancó, Teodósio de Oliveira Lêdo, fundou o Arraial de Nossa Senhora do Bom Sucesso do Piancó (Pombal).

21 de Julho de 1862 – A Vila de Pombal é elevada a categoria de cidade. Portanto, este ano Pombal comemora: 315 Anos de Fundação; 241 anos de Vila e Emancipação Política e 151 anos de sua elevação à categoria de cidade.


Wilson Seixas

Wilson Nóbrega Seixas com as pesquisas realizadas que debilitou sua saúde conseguiu deixar para a História de Pombal as datas mais importantes do município mais antigo do sertão paraibano restabelecendo o seu contexto histórico.

Resolveu reescrever a história em outro livro com o mesmo título, momento em que sua saúde foi agravada no manuseio de documentos antigos. Infelizmente, o autor do Velho Arraial de Piranhas não pode está presente ao lançamento da obra reeditada, pois já havia falecido.

No entanto, conseguiu o seu intento, entregando a tarefa para o escritor Evandro Nóbrega, que auxiliado pelos pesquisadores Verneck Abrantes e Jerdivan Nóbrega de Araújo, reeditou “O Velho Arraial de Piranhas”, resgatando a verdadeira história de Pombal desde a sua fundação há 315 anos. Wilson Seixas faleceu em João Pessoa no dia 11 de março de 2002.

Como consequência da nova realidade de nossa história, a Câmara Municipal de Pombal alterou a Lei Orgânica do Município, restabelecendo as datas comemorativas desde a fundação, emancipação política e elevação à categoria de cidade. Pode-se dizer que este foi um dos maiores legados que Wilson Seixas deixou para conhecimento das gerações vindouras.

Agora só falta o reconhecimento do Poder Executivo Municipal e Câmara de Vereadores desta cidade homenageá-lo com galhardia, resgatando sua memória emprestando o seu nome a um monumento, logradouro ou edifício público, pois bem o merece, sobretudo, porque em sua busca incessante de pesquisador abriu novos horizontes na história da nossa civilização.

Pombal, 15 de julho de 2013

*Radialista, Blogueiro, Colunista
brunetco@hotmail.com
Twiters @clemildobrunet e @brunetcomunica
https://www.facebook.com/clemildo.brunetdesa

www.clemildo-brunet.blogspot.com

Comentários