Zé de Dora de carro novo

24 abr 2013

Zé de Dora era um barbeiro da cidade de Timbaúba dos Batistas, cidadezinha do interior do Rio Grande do Norte.

UM DIA, LOGO APÓS COMPRAR O SEU PRIMEIRO CARRO, RESOLVEU LOGO IR A NATAL DAR UM PASSEIO.

Chegando em Natal, não tinha conhecimento de semáforos, saiu avançando tudo que era  sinal amarelo e vermelho. Ao ultrapassar os sinais em vermelho, os outros motoristas se
dirigiam ao Zé de Dora e gritavam:

– /BARBEIRO!/

QUANTO MAIS CHAMAVAM O Zé DE \”BARBEIRO\”, MAS O Zé DE DORA FICAVA ORGULHOSO.

Ao retornar a Timbaúba, sua mulher foi logo perguntando:

– E aí, Zé, como foi lá na capital?

Zé respondeu:

– Maria eu não te conto!  Tu sabes que em Natal eu sou mais conhecido DO QUE AQUI EM TIMBAúBA? VAMOS COMIGO PARA EU TE MOSTRAR.

Assim, saíram Zé de Dora e a mulher para passear em Natal. E lá chegando, lá vai Zé cruzando os semáforos sem se preocupar se  estavam verde, amarelo, vermelho…

Ao avançar o primeiro sinal vermelho, um motorista que quase batia no carro do Zé, gritou:
/- SEU CORNO!/

Nessa hora, Maria gritou:

/- ZÉ, VAMOS VOLTAR PRÁ TIMBAÚBA, PORQUE AQUI O POVO ME CONHECE
TAMBÉM !/

Por PAULO SÓSTENES MOREIRA RANGEL
paulosostenes@uol.com.br

Comentários