Concertos do Nordeste começa na próxima sexta-feira, dia 22 de fevereiro

19 fev 2013

Projeto apoiado pelo Centro Cultural Banco do Nordeste terá um total de 17 apresentações de artistas eruditos pelos estados do Ceará e Paraíba

Um total de 17 grupos irão se apresentar no projeto Concertos do Nordeste e levar a música erudita aos municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Fortaleza, no Ceará; e Cajazeiras e Sousa, na Paraíba. Outros 14 artistas convidados, representantes das raízes culturais nordestinas, completam a programação de 31 apresentações do evento, que começa na próxima sexta-feira, dia 22, com a realização do Centro Cultural Banco do Nordeste, Associação dos Produtores de Cultura do Ceará (Prodisc) e Casa Fora do Eixo Nordeste. Além dos shows o evento oferece uma série de oficinas abertas ao público e gratuitas, que estão com inscrições abertas até o dia 22 de fevereiro.

No primeiro momento do Concertos do Nordeste, o Theatro José de Alencar em Fortaleza receberá os grupos Marabrass (MA), Orquestra Eleazar de Carvalho (CE) e Boi Ceará (CE), na sexta-feira (22); e o Coro de Câmera da Campina Grande (PB), a Orquestra Sinfônica da UFRN (RN), além do Maracatu Az de Ouro (CE), no sábado (23). Enquanto isso o Centro Cultural do Araripe no Crato terá apresentações do Syntagma (CE), do Maneiro Pau do Mestre Cirilo (CE) e do Coco das Mulheres da Batateira (CE) no primeiro dia; e do Siará Quarteto (CE), da Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto (CE), do Reisado do Mestre Aldenir (CE) no segundo dia. Fechando a programação deste final de semana, o Centro Cultural Banco do Nordeste em Sousa (PB) será o palco para os shows do Quinteto de Cordas da Paraíba (PB), da Cabaçal São João Batista (PB), do Canto DeLL’Arte (RN) e dos Congos do Pombal (PB).

O evento continua no final de semana dos dias 1º e 2º de março, no Centro Cultural Banco do Nordeste em Juazeiro do Norte (CE), na Praça Dom Adauto em Cajazeiras (PB) e novamente em Fortaleza, com artistas dos estados do Ceará, Bahia, Paraíba, Rio Grande do Norte e Maranhão.

Segundo o gerente do Ambiente de Gestão da Cultura do Banco do Nordeste, Tibico Brasil, várias cidades nordestinas dispõem de orquestra sinfônica e escolas de música. No entanto, ele recorda que a música erudita continua sendo apreciada por um público pequeno. “Os grupos tradicionais estudam e aprofundam seus conhecimentos empiricamente, tendo como espaços de ensaios os quintais, praças, terreiros e alpendres Nordeste afora. São mundos musicais diferenciados que pouco se encontram, mas que trabalham e intensificam o gosto pela música e por nossa cultura”, afirma Tibico Brasil.

Oficinas

Uma série de oficinas e painéis de debates com temas relacionados ao universo da música erudita e seu estudo nas escolas serão ministradas gratuitamente em todas as cidades participantes. As inscrições estão abertas até o dia 22 de fevereiro e os interessados podem se inscrever pelo blog do Concertos do Nordeste (www.concertosnordeste.wordpress.com). As oficinas e debates serão realizadas durante o período da manhã e/ou da tarde.

A programação de formação começa com a oficina de Harmonia Moderna e Improvisação em Fortaleza e Sousa; e a oficina de Composição Contemporânea no município do Crato. As atividades serão ministradas também nos dias 1º e 2º de março nas outras cidades que recebem o evento.

Um dos momentos mais importantes do Concertos do Nordeste será o debate Música nas Escolas, realizado no dia 23 de fevereiro no Foyer do Theatro José de Alencar em Fortaleza, no CCBNB de Sousa, e no dia 2 de março em Juazeiro do Norte. Para discutir esta temática na capital cearense estarão presentes o maestro Amilton Godoy (SP), o arranjador e maestro Amilson Godoy(SP), o maestro Arthur Barbosa(CE), a bacharelada em música Aládia Quintella (CE) e como mediador, o doutor em Educação Brasileira Pedro Rogério (CE). Em Sousa o mesmo painel será debatido com o arte educador Espedito Lopes Neto (PB), o mestre em Educação Popular, Luciano Batista Souza (PB), e o músico Weber dos Anjos (CE) como mediador. Já em Juazeiro do Norte, os convidados serão o mestre em Educação Robson Almeida (SP), o doutor em Educação Brasileira Gerardo Vieira (CE) e novamente o maestro Amilton Godoy (SP).

Comentários