E o palhaço o que é?

13 mar 2013

Não lembro como cheguei até ali. Nada do que antecedeu aquela tarde de aventura no alto dos meus seis ou sete anos de idade.

Um circo estava na cidade e era tudo muito encantador. Nunca me esqueci daquela peregrinação pelas ruas e casas periféricas – não sei por que tenho hoje a impressão de que cidade era bem maior que hoje. Um palhaço com altas pernas de pau e uma “ reca” de meninos correndo atrás, fazendo parte daquela encenação para atrair clientes para o espetáculo daquela noite, gritava, com uma voz engraçada e nós, já ensaiados, respondíamos:

– Hoje tem espetáculo?
– Tem sim senhor!
– Às nove horas da noite?
– È sim senhor!
– Tem malabarista?
– Tem sim senhor!
– Tem equilibrista?
– Tem sim senhor!
– E o palhaço o que é?
– È ladrão de mulher!
– E o palhaço na linha?
– È ladrão de galinha!
– E arrocha negrada!!
– HUUUUUUUU!!
– Vou ali e volto já…
– Vou comer maracujá!
– Dona Mariquinha se eu pedir você me dá?
– Uma rede de varanda e uma penico pra mijar!

Bem, devia ter outros gritos de ordem, mas são estes que não saem da minha cabeça.

Teve um momento em que me senti meio perdido – tinha ido longe demais. Bom, mas estavam ali alguns meninos mais fortes e mais velhos… não haveria de ter problemas.

Terminada a missão volto para casa. Certo de que estava “abafando”. Afinal ganhei um ingresso – sem custar nada pra ninguém- com o meu esforço.

Que nada. Estava todo mundo era aperreado a me procurar. Ganhei mesmo foram umas lapadas (que até hoje acho injusto) não fui ao circo (perdi o ingresso tão suado) e que eu me lembre não fui também aos outros dias. Foi a única coisa sem graça de tudo isso!

Comentários