Falando sobre Coletânea Poética de Marinalva

11 abr 2013

FALANDO SOBRE COLETÂNEA POÉTICA DE MARINALVA
Luiz Fernandes da Silva

Entre os valores do nosso panorama cultural, existe um nome que é, sem sombra de dúvida, um grande talento. Refeiro-me à extraordinária Professora, Escritora e Poetisa Marinava Freire da Silva, um nome que se destaca em qualquer parte geográfica. Não resta dúvida que ela é aplaudida e laureada Escritora, é orgulho das nossas letras. Seu estilo  empregado numa técnica mestra em todos  os seus escritos, uma viagem ao universo de sua inteligência que tem surpreendido seun público leitor, um estudo sério dos méritos de sua abalizada pena. Cvada uma de suas narrativas é, indubitavelmente, alguma contribuição culturaln amis legítima acepção da palvra.

Através de seus livros de prosa entre os quais Daura Santiago Rangel. Uma Educadora, pyublicado em 1993, além de dezenas de outras obras (que deixo de citá-las porque já estaão citados nos dados do autor, no final deste livro), Marinalva é uma das grandes estudiosas de Augusto dos Anjos. Ela organiza excelentes livros e convida escritores de várias partes do Brasil, principalmente os que convivem no âmbito universitário, especialistas de várias das ciências humanas, estendendo o convite a alunos e ex-alunos universitários, fazendo-os futuros escritores e amante da arte de escrever.

Pessoa simples, muito reservada, não busca destaques, mesmo porque tem seu espaço conquistado no mundo das letras e já se eternizou com seus escritos. Muito humana, está sempre atenta para ajudar o próximo. Desprovida de vaidade, decidida, sabe a hora de chegar e de retirar-se sem importunar.  É uma missionária da educação e da cultura, muito inquieta, é uma espécie de abelhinha.

Nas décadas de 80 e 90 do século passado, dedicou-se um pouco a fazer poesia. Deu uma parada.  Agora, Marinalva Freire da Silva (este talento nato, sui generis) vem a lume para mostrar o seu lado poético. Reuniu seus livros de poesia já publicados e decidiu juntá-los nesta coletânea poética e vejam que maravilha.

-DITAMES DO CORAÇÃO, lançado em 1989 na Cvasda do Brasil, em Madrid, numa inesquecível tarde de autógrafos, foi relançado qundo ela regressou do seu doutorado, em outubro de 1991, no Sebo Cultural de Hildeberto, sendo apresentado pelo insigne Poeta e Sexicólogo e Fisioterapeuta do Rio de Janeiro, Ademir Ornellas Cypriano e por nosso ilustre Jurista e Escritor Ricardo Tadeu Bezerra, contando com familiares, amigos e alunos da garnde mestra poetisa.

-PERSPECTIVAS POÉTICAS, lançado em 1992, com excelente aceitação.

-RECORDAR CONFORTA A ALMA, 1ª edição em 1991 e 2ª edição em 1998, coletânea dedicada a sua filha-sobrinha-afilhada que partiu inesperadamente para debutar no além, em 1990, quando nossa poetisa ainda ese encontrava em Madrid, o que lhe arrancou parte da alma, mas ela consguiu supera porque é muito fervorosa em Deus e tem a certeza de um dia encontrá-la.

Traduziu para a língua de Meguel de Cervantes as antologias referida, e intutulou a oibra de REFLEXIONES. Poemas traduzidos, publicada em 1997, e que se encontra em uma antologia à parte para ser publicada em segunda edição.

Participou de concursos de poesia e de publicação em várias antologias do Brasil e do Exterior. Os poemas que não se encontam nas antologias citadas, ela os batizou de POEMAS DISPERSOS, dentre os quais um que ela presta homenagem à dupla de cantores seranejos Leandro – Leonardo, por ocasião do falecimento do primeiro.

Seus poemas são intimistas, têm destinatários e o tema está sempre voltado para os excluídos, os sem voz, os injustiçados. É como ela mesma diz: São meus desabafos poéticos.

Como podemos observar ao longo da leitura de sua poesia. Marinalva é dona de um estilo singular e consegue, para o conhecimento da sua poética um conjunto de reflexões sobre seus escritos que são permeados de um cunho pedagógico, repleto de alteridade. Ler suas poesias é redescobrir o cotidiano sob a luz dos sensíveis e dos que ainda acreditam num tempo melhor.

Marinalva Freire da Silva sabe, realmente, captar bem esses momentos que encanta a vida de todos nós. O seu canto está sempre renovado num estilo ímpar e afaga com segurança o seu estro. Cultivando expressão que mostra flexível em sua riqueza poética. Ainda acrescento que o seu diálogo cativa, por um lado, pela sutileza de sua expressiva palabra e pela força da poética;  por outro, é dona de uma grande força da meditação.

Nas páginas desta coletânea, pude  apreciar  a versatilidade dos tenmas em que a autora se expressa de uma maneira  amadurecida pela beleza de seus versos e  ela é uma fixadora dos fatos da vida. Em todos os seus versos encontra-se uma mensagem bem pensadaa e bem projetada que nos revela uma temática formal que surpreende todos com a sue linguajar.

Parabéns, Marinalva Freire, pelo que escreveu para o engrandecimento da nossa terra e espero vê-la em outras produções brevemente.

Comentários