Não me condenes…

25 mar 2013

NÃO ME CONDENES…

Autor: Geraldo Moreno Rolim

Não me condenes por ser distraído,
Não me condenes se desafinei…
Não me condenes por não ter crescido,
Não me condenes se não te contei…

Não me condenes por não compor bonito,
Não me condenes se “discursar” não sei…
Não me condenes se ouvir meu grito,
Não me condenes se um dia eu amei…

Não me condenes se não olhei a lua,
Não me condenes se não estou na tua…
Não me condenes…pois romântico eu sou.

Não me condenes, me dê liberdade,
Pois te garanto: amo de verdade…
E se me chamares, eu juro que vou.

SP,Mar/2013

Comentários