Polícia recupera veículos roubados que estavam em depósitos para desmanche

28 mar 2013

Polícia recupera veículos roubados que estavam em depósitos para desmanche em Campina Grande

A 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), apreendeu sete veículos roubados que estavam escondidos em depósitos para ‘desmanche’ em dois bairros de Campina Grande. A ação policial, denominada Operação O Clone, teve início na noite de sexta-feira (22) e culminou na madrugada desta quarta-feira (27).

Entre os veículos estão dois caminhões, sendo que um deles estava a serviço da Secretaria da Administração Penitenciária de Pernambuco. De acordo com o delegado da DRF, Glauber Fontes, o caminhão foi roubado naquele estado e encontrado em uma casa no bairro do Jenipapo, em Campina Grande. “Ele já estava com o baú do caminhão retirado para fazer o corte do chassi e implantar uma caçamba, que seria agregada a uma prefeitura aqui da região”, explicou Glauber.

O delegado informou que eram dois locais usados para desmanche de veículos em Jenipapo e um terceiro no bairro das Malvinas, na rua João Henrique Neves, onde os acusados colocaram uma placa de “vende-se” na casa para tentar despistar a polícia. Nesse imóvel os policiais encontraram mais dois carros e uma oficina para fazer os desmanches.

O delegado regional da 2ª DRPC, Marcos Paulo Vilela, disse que não houve pessoas presas no momento da incursão policial, porque os acusados já haviam fugido do local. “No entanto, eles foram apresentados por seus advogados na delegacia e vão responder em liberdade, já que livraram o flagrante”, frisou.

Trata-se de José Célio Vital de Negreiros, 49 anos, que mora no sitio Jenipapo; e José Ailton da Silva, 45 anos, que também mora no Jenipapo e é proprietário da casa no bairro das Malvinas.

As informações apuradas pela Polícia Civil são de que Célio e Ailton recebem os veículos e fazem a adulteração para revendê-los em seguida. “Mas há mais gente sob investigação. Essa quadrilha tem conexão com os estados de Pernambuco, Bahia, Ceará e Paraíba”, destacou o delegado Glauber Fontes.

[portfolio_slideshow]

Comentários