Queda no repasse do FPM de Março preocupa setor financeiro da Prefeitura

27 mar 2013

Queda no repasse do FPM de Março preocupa setor financeiro da Prefeitura de Cajazeiras

A nova queda registrada na segunda parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), do mês de março que foi depositada na última quarta-feira nas contas das prefeituras, anda preocupando a maioria dos gestores municipais. No Estado de Paraíba, por exemplo, o FPM sustenta 90% dos Municípios e em Cajazeiras segundo dados do setor financeiro a queda na receita referente ao mês de fevereiro foi 37%.

Os cálculos da Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostrando que este repasse é 26,9% menor do que o estimado pela Receita Federal no início do mês deixou os gestores apreensivos. Se comparado com o mesmo período do ano passado, a redução é de 7,7% em termos reais – descontando a inflação.

Segundo a secretária da Fazenda Pública de Cajazeiras, Vanóbia Nóbrega, esta nova queda vai dificultar ainda mais a grave crise que os municípios enfrentam. A situação se agrava porque a carga de responsabilidades tem aumentado muito com os reajustes do salário mínimo e do piso do magistério,afirmou.

Para os Municípios inseridos no polígono da seca a situação tende a se agravar porque a carga de responsabilidade desses prefeitos é ainda maior. Apesar das dificuldades, a prefeita Denise Albuquerque determinou mais uma vez o pagamento do servidor do mês trabalhado. Para ela, muitos ajustes financeiros já estão acontecendo, principalmente porque as previsões não estão sendo respeitadas e as quedas constantes estão praticamente inviabilizando as administrações.

Comentários